Páginas

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

UM INCENTIVO À LEITURA, DIARIAMENTE NA CAIXA DE E-MAILS.

Um incentivo à leitura, diariamente na caixa de e-mails

Juliana Domingos de Lima - Nexo - 18/11/2016


O estudante de jornalismo Giovanni Arceno, 22 anos, é um amante de literatura. Ele se incomodou com os números que explicitam como o brasileiro lê pouco – menos de cinco livros por ano – e criou sua própria maneira de minimizar o problema: a newsletter Leia Brasileiros, que entrega aos seus assinantes todos os dias por e-mail (menos no fim de semana) um trecho de obra literária nacional.

A iniciativa surgiu como uma forma de compartilhar suas descobertas e sanar o que ele enxerga como um “vácuo que existe na nossa cultura de leitura”.

O livro mais lido pelo brasileiro é a Bíblia. Além disso, lemos, em média, 4,96 livros por ano, sendo 0,94 – cerca de 20% desse valor – indicados pela escola, segundo s quarta edição da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, feita em 2015 e divulgada este ano pelo Instituto Pró-Livro.

Os números mostram que a relação dos brasileiros com a literatura do país ainda é, de modo geral, distante e fortemente pautada pela obrigatoriedade.

Aos 22 anos e prestes a publicar seu primeiro romance, “Vitória”, pela editora Oito e Meio, Arceno cuida sozinho da newsletter. Ela é disparada todos os dias para 2.249 inscritos.

A estreia literária de Arceno trata de um casal jovem que precisa lidar com uma gravidez indesejada. E, segundo ele, tem mais a ver com os problemas trazidos por um amadurecimento forçado do que com uma história de amor. Entre suas influências, ele cita autores contemporâneos: os brasileiros Daniel Galera, Marçal Aquino e Luiz Ruffato e também o chileno Alejandro Zambra.

A curadoria traz na mesma medida, segundo o estudante, autores clássicos, contemporâneos, negros, mulheres, poetas, contistas. Autores de editoras menores também são contemplados na seleção. “Ser consagrado é retórica, muitas vezes as obras consagradas também são muito pouco lidas”, justifica.

Alguns dos trechos enviados recentemente eram, por exemplo, assinados por Nara Vidal, escritora mineira; Sérgio Tavares, autor de “Cavala”; Adauto Borges, repentista; Carolina Maria de Jesus, autora negra e favelada que escreveu “Quarto de Despejo”; e o poeta Manuel Bandeira.

Além da pílula literária enviada aos assinantes, a newsletter também traz um breve comentário de três linhas sobre autor, obra, editora ou período da publicação, indo além de apresentar uma autora ou autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário