Páginas

terça-feira, 19 de julho de 2016

O BRILHO DE SUA FÉ.

O BRILHO DE SUA FÉ

Jesus em sua caminhada pelo mundo percebe ao olhar as pessoas a cor da luz emanada pela sua fé. Provavelmente está olhando para cada um de nós neste momento, dentro dos nossos olhos, enxergando o mais íntimo do nosso ser. Os olhos são as janelas de nossas almas por onde entra a presença desse Mestre divino a enxergar qual trilha escolhemos em cada uma de nossas encarnações.
- Menina Alice, porque essa luminosidade tão opaca?
- Jesus! – Uma espantada mulher olha para o Mestre em sua esplendorosa aparição, sempre emitindo luz para iluminar nossas almas e vibrações intensas de amor a nos reconfortar nas angustias. – A vida está me deixando desanimada, coisas ruins estão acontecendo comigo, acho mesmo que Deus esqueceu de mim.
- Minha querida, - Jesus passa a mão nos cabelos da jovem. – Por isso essa luz tão fraca, quase apagada envolvendo seu espírito.
- Luz quase apagada? Como assim Mestre? Nunca vi luz alguma em torno de mim.
- Isto porque você só olha para o espelho para ver sua aparência física, e mesmo neste se não houver luz sua imagem não se refletirá; você precisa aprender a ver seu reflexo no espelho da alma, seu espírito se mostrará pelo brilho de seus sentimentos, nele você verá porque está perdendo a luz na qual foi criada, nascida na essência do Pai Celestial.
- Mas Jesus tudo está dando errado em minha vida. Minha querida mãe está muito doente, e como passei a me dedicar muito a ela, meu grande amor está me deixando também.
- Alice! Olhe para frente. – Um lindo espelho brilhante aparece em frente a jovem. – O que você está vendo?
- Mestre, não consigo ver nada, o espelho está embaçado.
- Feche seus olhos minha menina. Faça uma oração sincera, qualquer uma, nascida do seu coração. – Alice fecha os olhos, respira fundo e começa a orar, no início meio confusa, com pensamentos esparsos, mas o Mestre coloca sua mão sobre sua cabeça e as vibrações da oração começam a se alinhar ao universo do amor de Deus. – Agora olhe para o espelho. – Espantada a jovem vê com clareza pela primeira vez sua imagem no espelho da vida. – O que você está vendo Alice?
- Mestre, vejo uma linda luz tentando me acompanhar, mas ela se aproxima e eu me afasto, nunca fiz isso.
- Você tem aí dentro uma chama divina, fonte de toda luz que você deve espalhar em sua caminhada. Essa linda luz a te procurar é o amor do Pai Celestial, companheira eterna do espírito caminhante na busca da pureza espiritual. Tentando manter acesa e forte a chama dentro de você, como uma candeia divina, aconselhada por mim a muitos anos atrás sua imagem se refletirá em todo esplendor. Quando seu pensamento se desvia do caminho da fé, a dúvida destrói suas esperanças, então a revolta, a incompreensão acabam por preencher seu espírito, veja como você parece querer fugir da chama de amor do Pai. Cada vez que isso acontece a cor de sua luz espiritual se esmaece.
- Mas Jesus, o que tem isso a ver com os acontecimentos errados de minha vida?
- Alice, essa chama aí dentro, - o Mestre aponta para o coração da jovem. - sempre está gerando vibrações e energias benditas para seu espírito, para você. O óleo a alimentar essa candeia é o eterno amor do Pai por cada um de nós. Tudo o que acontece em sua vida,não é por acaso, sempre é para seu crescimento espiritual. Pensa um pouco, a doença de sua mãe trouxe algumas verdades novamente para sua vida, mudou algo em seu sentir?
- Ah sim!- A jovem olha para o Mestre de maneira quase surpresa pelo conhecimento dele sobre sua vida. - Estava meio afastada dela por conta de todos os meus compromissos, achava que um telefonema, uma passada de vez em quando atendia as necessidades dela. Agora com a doença passei a ir vê-la quase todos os dias, me reaproximei muito dela. Aliás, ela me disse ontem que vivia com saudades de mim, mas sempre ligava pra ela. Nossa Mestre, como estava enganada, ela não queria ouvir minha voz por um telefone, queria sentir meu amor, minha presença, meu abraço.
- Alice, exatamente isso. Amor precisa ser vivido, estando um na vida do outro, ser presença mesmo na ausência. Importante você ter descoberto o seu valor real para ela e ela para você. Redescobrir a maneira de amar, como eu vos amei. E o afastamento daquela pessoa está trazendo tristeza para você?
- Pensando agora sobre isso, tristeza não. Incompreensão sim. Percebo o quanto não éramos tão próximos assim, preciso pensar se estávamos juntos para um projeto de vida ou ficávamos juntos por um desejo de momento; talvez fisicamente muito perto, espiritualmente nem tanto. Mas não vou desistir de buscar esse amor Mestre.
- Minha querida Alice, olhe para o espelho novamente. – A jovem vê-se agora nitidamente envolvida por uma luz branca e intensa, ela está dentro da luz. Começa a chorar, o Mestre a abraça carinhosamente. – Este sentimento que derrama lágrimas emocionadas é o seu reencontro com o amor de Deus, através de sua fé reacenderam-se suas esperanças. Jamais deixe a dúvida nascer em relação ao amor do Pai por você, tudo em sua vida, tudo mesmo, tem o propósito de te conduzir ao caminho do crescimento espiritual.
- Mestre, hoje esse encontro com você me curou.
- Alice, tua fé te curou. Continue olhando para o espelho da vida e verás as bênçãos de Deus sobre nossa caminhada sempre. – A jovem olha para o espelho e vê a imagem de Jesus ir se afastando conforme a luz em torno dela adquiria uma linda cor azul.
GOTA DE LUZ: Fé é um sentimento profundo se nasce com ela e por ela. Nós aceitamos reencarnar pela fé no aprendizado que conquistaremos para nossa evolução espiritual. Deus nos dá a encarnação para passarmos pela vida aprendendo, senão a vida vai passar por nós ensinando.
“A árvore da fé viva não cresce no coração,   miraculosamente...
  A lição do Evangelho é semente viva.
  O coração humano é receptivo, tanto quanto a terra...”

                                             Emmanuel

Nenhum comentário:

Postar um comentário