Páginas

domingo, 30 de novembro de 2014

2º CAMPEONATO DE FÉRIAS DA CAMPANHA. 1973.

Segundo campeonato de férias de futsal dente de leite e adulto. Conhecem alguém?
Centenas de pessoas participaram dos jogos nas quadras do CEC e do antigo Ginásio São João. 
Alguém se lembra de algumas passagem?

INCLUSÃO DE DEFICIENTES NA LEITURA, GERA PRÊMIO.

Sesi vence Prêmio RBS por incluir deficientes na leitura

Fiescnet - 22/11/2014

O SESI/SC, entidade da FIESC, foi reconhecido na segunda edição do Prêmio RBS de Educação por desenvolver o melhor projeto de leitura na categoria júri técnico. Voltado à educação de jovens e adultos para pessoas com deficiência, o trabalho realizado pelo SESI de São José visa a facilitar o processo de aprendizagem desses alunos. A entrega do prêmio ocorreu no Theatro São Pedro, em Porto Alegre na noite de sexta-feira (21).

Para o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, o resultado é motivo de orgulho para a Federação. "A premiação reconhece o comprometimento de nossos profissionais com o Movimento A Indústria pela Educação. Ao mesmo tempo é um estímulo para que nossa equipe se envolva cada vez mais com a causa da educação, dando uma contribuição decisiva para o desenvolvimento catarinense", afirma.

Emocionada com o prêmio, a coordenadora do projeto, Suellen Amorim, reafirmou seu compromisso com os estudantes. "Esse reconhecimento também é dos alunos que permitiram que o trabalho se tornasse tão grandioso a ponto de ser transformador na vida deles", disse. O projeto, chamado Meu, Teu, Nosso espaço de leitura, é desenvolvido com alunos do ensino fundamental. A atividade na sala de leitura é complementar e ocorre de forma espontânea. O aluno escolhe o livro por afeição à literatura. "Quinze dias depois, a gente socializa a leitura, ou faz a extensão do livro com filmes sobre o tema ou visitação aos lugares relacionados", relata Suellen. "Com os alunos da inclusão, o desafio maior é o incentivo à leitura. Eles estão em fase de alfabetização, não tem domínio da leitura. Nosso papel é mostrar para eles que existem várias formas de ler um livro e construir o conhecimento", acrescenta. O trabalho é desenvolvido há dois anos, com 45 alunos.

A escolha dos vencedores ocorreu por meio da análise de especialistas e do voto popular. O prêmio é uma das principais iniciativas do Grupo RBS e da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho para contribuir com a melhoria da qualidade da educação básica no País. Lançado em 2013, tem o objetivo de valorizar o trabalho de professores e cidadãos e de disseminar práticas educativas de sucesso nos Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Podem participar educadores, gestores, profissionais que atuem na educação básica, além de jovens alunos interessados em desenvolver projetos na área.

EVANGELIZAÇÃO INFANTIL E GRUPO DE JOVENS.

Evangelização Infantil e Grupo de Jovens.

INFORMAÇÃO

Evangelização Infantil e Grupo de Jovens
EDUCAR É UM ATO DE AMOR!!!

Vamos respeitar a Vida CUIDANDO de nossas crianças!
 Não à VIOLÊNCIA!

sábado, 29 de novembro de 2014

PROBLEMAS E DESAFIOS DA EDUCAÇÃO NO BRASIL.

José Pacheco é um dos maiores expoentes da pedagogia moderna. Em entrevista exclusiva ao Portal NAMU, ele fala sobre os problemas e desafios da educação no Brasil. O especialista também questiona a ausência dos métodos de educadores como Paulo Freire no ensino nacional e defende uma escola pública de qualidade. Crítico das escolas que seguem apenas uma linha pedagógica, como é o caso das Waldorf, Pacheco afirma que a função da educação, seja ela pública ou privada, é possibilitar ao aluno ser sábio e feliz.

http://namu.com.br/palestras/jose-pacheco-fala-sobre-educacao-no-brasil

A TURMA DA MONICA EVANGELIZANDO

A Turma da Mônica aprende e ensina em “Meu Pequeno Evangelho”

Boa Nova lança, em dezembro, livro que mostra  os preceitos do Espiritismo aplicados a pessoas de qualquer crença.

Em Meu Pequeno Evangelho, da Editora Boa Nova, a Turma da Mônica recebe a visita de André, um primo do Seu Antenor (pai do Cascão) que é espírita.

Em meio à curiosidade das crianças, ele apresenta conceitos do Evangelho que todos podem usar no dia a dia, independentemente da religião que praticam.

Meu Pequeno Evangelho traz mensagens de amor, caridade e humildade, contadas de forma divertida.

Ensinamentos sobre felicidade, humildade, pureza, paz, misericórdia, amor, perdão etc. são passados sempre baseados em situações vividas pelos personagens, contadas a André.

Em Meu Pequeno Evangelho estão reunidos os ensinamentos de Jesus contidos no Evangelho segundo o espiritismo, o livro mais difundido da doutrina, com mais de 30 milhões de exemplares vendidos no mundo todo.

Com os personagens da Turma da Mônica, a obra ensina a importância de praticar o bem e a caridade, de respeitar o próximo e a natureza, de se conhecer e de compartilhar seus “tesouros” sempre que for possível, principalmente os conhecimentos e boas atitudes, que são os mais valiosos. 


Você pode acessar o site da editora: https://www.boanova.net/

Fonte: http://turmadamonica.uol.com.br

COMO LIMPAR A TELA DO SEU MONITOR OU DA TV



Como limpar a tela do monitor do seu computador

A superfície dos monitores CRT (aqueles de tubo) é de vidro e bem resistente, e por isso nunca foi difícil limpá-lo. No entanto, com os novos monitores de LCD, a história é bem diferente: o material é mais sensível e requer cuidados extras na hora de se fazer a limpeza.
Deixe seu monitor bem limpo, veja as dicas para uma boa limpeza na tela (Foto: Reprodução)
Antes de tudo, esqueça todos os produtos químicos, sejam eles detergentes, desinfetantes e qualquer coisa que contenha álcool etílico, acetona, amônia ou tolueno. Usar esses produtos pode danificar seriamente a tela da sua televisão ou do seu monitor. Além disso, é proibido o uso de toalhas de papel, papel higiênico ou mesmo camisetas. Com eles você pode acabar riscando a tela, e aí não tem volta.
Antes de começar, separe os materiais necessários para a limpeza: pano liso e limpo, pincel, algodão e água. Só isso.
Passo 1. Desligue o monitor para que você possa observar com mais atenção as condições da tela. Faça isso em um ambiente bem iluminado, assim fica mais fácil identificar a sujeira.
Passo 2. Comece a limpeza pelas bordas do monitor, sem medo de esfregar com força, já que o material é resistente. Só é preciso tomar cuidado para não deixar o pano escapar e, sem querer, você apertar a tela com força.
Comece a limpeza pelas bordas (Foto: TechTudo/Gustavo Ribeiro)
Passo 3. Retire qualquer resíduo sólido, de preferência usando algum tipo de pincel. Faça isso para não esfregar a sujeira e criar algum tipo de mancha ou arranhão.
Passo 4. Se você identificar apenas poeira sobre a tela, utilize apenas um pano seco para retirar o pó. Nesses casos, o pano já é suficiente. Apenas tome cuidado para não fazer muita pressão sobre a tela.
Use o pano para retirar a poeira (Foto: TechTudo/Gustavo Ribeiro)
Passo 5. No caso de a tela estar com manchas de dedos – o que é bastante comum –, você vai precisar de uma limpeza mais consistente. Para isso, compre algum material específico para limpeza de monitores, facilmente encontrado em lojas de informática. Se você não tiver ou não quiser comprar, a água é suficiente (apenas quando a sujeira não seja tão espessa).
Passo 6. Molhe levemente o pano ou o algodão. Lembre-se de jamais espirrar água diretamente na tela.
Passo 7. Passe o pano ou algodão com delicadeza para não ter perigo de danificar a tela.
Use algodão úmido para limpar melhor (Foto: TechTudo/Gustavo Ribeiro)
Passo 8. Se você usou algodão, retire eventuais fiapos que ficaram na tela. Faça isso com um pano seco.
Pronto! Seu monitor ou televisão já está mais limpo. Repita o processo sempre que desejar, sem problemas.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

COMO CURAR UM FILHO PETISTA.

COMO CURAR UM FILHO PETISTA...

O pai chega em casa vestido numa novíssima camisa vermelha do PT. Entra no quarto do filho e beija o retrato do assassino, maconheiro e vagabundo Che Guevara, que está na parede.
O rapaz espantado pergunta:
- Que é isso pai? Ficou maluco? Logo você que é o maior "coxinha", "reaça" de primeira, vestindo a camisa do PT?
- Que nada filho! Agora sou petista! Conversamos tanto sobre o Partido que você me convenceu! PT! PT! VIVA O PT! - grita o velho.

O rapaz, membro do DCE da universidade onde já faz um curso de quatro anos há oito anos e fiel colaborador da JPT não se aguenta de tanta alegria!
- Senta aí companheiro! Vamos conversar! O que foi que te levou a essa decisão?

O pai senta-se ao lado do filho e explica:
- Pois é... cansei de discutir contigo e passei a achar que você tem razão. Por falar nisso, lembra do Luís, aquele que te pediu dois mil reais da tua poupança emprestado para dar entrada numa moto?
- O que tem ele? Pergunta o filho...
- Pois é.. Liguei pra casa dele e perdoei a dívida. E fiz mais! Falei que ele não precisa se preocupar com as prestações, pois vou usar oitenta por cento da sua mesada para pagar o financiamento!

- Pai!!!!! Você ficou louco? Pirou?
- Filho, lembre-se que agora nós somos petistas! Perdoar dívidas e financiar o que não é nosso com o que não é nosso é a nossa especialidade! Temos que dar o exemplo! E tem mais! Agora 49% do seu carro eu passei para sua irmã. Vendi pra ela quase a metade do seu carro! Dessa forma você continua majoritário mas só podendo usá-lo em 51% do tempo!

- Mas o carro é meu, papai! Não podia fazer isso! Não pode vender o que não é seu!
- Podia sim! Nossa Presidenta fez isso com a Petrobrás e você foi o primeiro a apoiar! Só estamos seguindo o caminho dela!

O garoto, incrédulo e desolado entra em desespero, mas o pai continua:
- Outra coisa! Doei seu computador, seu notebook e seu tablet para os carentes lá do morro. Agora eles vão poder se conectar!
- Pai! Que sacanagem é essa?
- Não é sacanagem não, filho! Nós petistas defendemos a doação do que não é nosso, lembra? Doamos aviões, helicópteros, tanques para países comunistas... O que é um computador, um tablet e um note diante disso? É o Socialismo que você tanto defende!

Prestes a entrar em colapso, o garoto recebe a última notícia:
- Filho, lembra daquele assaltante que te ameaçou de morte, te espancou e roubou teu iPhone? Vou agora mesmo retirar a queixa e depois irei para a porta da penitenciária exigir a soltura dele, dizendo que ele é inocente!

- Pai... pelo amor de Deus!... Você não pode fazer isso... O cara é perigoso! Ele pode me perseguir! Ele pode me bater mais ainda!. Estou com medo!
- Perigoso nada! É direitos humanos que nós pregamos, filho! Somos petistas com muito orgulho!

- Mas o cara me espancou! Me roubou, pai!
- Alto lá! Não há provas disso! Isso é estado de exceção! O rapaz é inocente! Nós fizemos a mesma coisa com os companheiros acusados no mensalão!
- Mas ele estava armado quando a polícia chegou!
- E daí????? Ele estava armado mas quem prova que a arma era dele? A revista Veja? Isso é coisa de reaça, filho!

- Papai, você ficou doido!
E o pai finaliza:
- Fiquei doido? Na hora de defender bandido que roubou uma nação você é petista, mas se roubarem você, deixa de ser. Na hora de doar, perdoar dívidas e fazer financiamentos com o dinheiro dos outros, você é petista. Mas se fizer o mesmo com o seu dinheiro você, deixa de ser. Na hora de dilapidar o patrimônio nacional, vendendo o que é mais precioso e não pertence ao PT e sim ao povo, você é petista, mas se vender metade do que é seu, você deixa de ser!

Dito isso, tirou o cinto de couro grosso e mandou a cinturada no moleque!
- TOMA ISSO SEU CRETINO PRA APRENDER A SER HOMEM E ASSUMIR SUAS IDEIAS! VAGABUNDO ORDINÁRIO! SALAFRÁRIO! PEGA AS SUAS COISAS E SUMA DAQUI SEU PETISTA SAFADO!

- Vou pra onde, papai? Perguntou chorando...
- Dane-se .Agora você é um dos sem-teto que você defende, seu moleque cagão! E vai se consultar com médico cubano, porque eu cancelei teu plano de saúde!

Dois dias depois o moleque bateu na porta curado. Não era mais petista e não havia mais DCE ou JPT. E nem chamava o pai de "reaça".
O milagre da educação aconteceu.
Somos todos teóricos/socialistas/comunistas, enquanto a riqueza distribuída é a dos outros... Quero ver é vc meter a mão no bolso e distribuir sua riqueza conquistada com muito esforço e trabalho duro.
O Socialismo só perdura enquanto houver riqueza, acumulada pelo capitalismo, para ser distribuída...
O melhor programa social que existe é um emprego! 

AS 5 GERAÇÕES DE DONA OLIVA OLIVEIRA FERREIRA LOPES.


Colaboração: José Carlos Horta

LEITORES QUE GOSTAM DE LER.

Uma escola que forma leitores que gostam de ler

A Cidade - 12/11/2014

Na Escola Estadual Diva Tarlá de Carvalho, no Ribeirão Verde, os livros não ficam somente nas estantes. Eles são lidos, relidos, discutidos e têm o precioso poder de transformar adolescentes em cidadãos comprometidos com o bairro onde moram e conscientes da importância da educação para o futuro deles.

Tudo isso acontece na Sala de Leitura da escola, projeto do governo do Estado, implantando pela professora Maris Ester Souza há cinco anos. Quando apresentou a proposta dela, Maris tinha um único objetivo: “A leitura me transformou e eu queria que meus alunos também sentissem essa transformação”.

Leitura, troca de ideias e crescimento
“Sempre gostei de ler, mas a paixão pela leitura foi despertada aqui na Sala de Leitura”, diz Luana Cristina dos Santos, 17 anos, estudante do 3º ano do Ensino Médio da Escola Diva Tarlá.

Luana teve a quem puxar. “Tive muito incentivo da minha mãe e do meu irmão. Este ano já li mais de cem livros. O meu preferido, por enquanto, é ‘Orgulho e Preconceito’, de Jane Austen. Esse foi uma indicação da minha mãe. Ela se apaixonou e eu também”, conta.

Segundo a estudante, a leitura é uma forma de relaxar a mente. “Vou prestar vestibular para Medicina, então, fora o tempo na escola, estudo mais sete horas por dia em casa. À noite, eu leio um livro para desestressar. Quando estou lendo eu me transporto para o livro. É tão apaixonante”.

Este é o objetivo da Sala de Leitura: aproximar o aluno do mundo literário e fazer com que ele encontre prazer ao desbravar esse território. “Este projeto é um diferencial da escola, é o sair do comum e descobrir as várias formas de leitura”, afirma a coordenadora Maris Ester Souza, de 49 anos.

Na sala, que recebe o nome da escritora Fátima Chaguri, são realizados durante todo o ano encontros com autores locais, palestras, discussões sobre as obras, saraus literários, produções artísticas, de fanzines e poemas.

Quando chegou à escola, Maris encontrou uma sala com estantes, mas com o apoio da sociedade e do padrinho Luiz Puntel conseguiu transformar o espaço.

“Estudo aqui há três anos. Quando cheguei, a Maris me incentivou muito a ler. Os livros me dão conhecimento e também são ótimos passatempos”, diz a estudante Sara Cristina Santos Camargo, de 17 anos.

Lariane Daniela dos Santos, de 15 anos, é outra participante ativa do projeto. “Ler, pra mim, não é uma obrigação. Acho que todas as pessoas deveriam ler”, afirma.

Além do incentivo à leitura e das ações promovidos na escola, o projeto também leva os estudantes ao teatro e a eventos culturais, como a Feira do Livro.

“Muitos alunos falam que eu fui a pessoa mais importante na vida deles, que eu sou um incentivo. Eu falo que eu só estava na hora certa para dialogar com eles”, diz Maris.

Com incentivo, alunos descobrem que são capazes
Até mesmo quem não é muito fã de livros é conquistado pela Sala de Leitura. Christtian Souza, de 14 anos, estudante do 1º ano do Ensino Médio, é um exemplo.

Há alguns dias, a professora Maris propôs uma atividade em sala. Ela escreveu títulos de livros do escritor Julio Cesar Bridon dos Santos no quadro e os alunos tinham que utilizá-los para formar um poema. O do Christtian, “Diante das Estrelas”, foi escolhido como um dos melhores. “Nem eu achava que tinha essa capacidade. Na escola, eu sou meio bagunceiro, não gosto muito de estudar. Agora, estou incentivado. Quero participar mais e fazer mais poemas”, conta o estudante.

Os olhos de Maris até brilham com essa declaração. “Muitas vezes eu olho para um aluno e falo ‘você não sabe o potencial que você tem, precisamos descobrir o que está dentro de você’”, diz a professora.

Maris voltou a estudar aos 31 anos de idade
“A leitura me transformou”, diz Maris Ester. A professora de 49 anos formou-se em Letras há apenas oito anos.

Após concluir a oitava série, em 1979, Maris parou de estudar e voltou aos 31 anos de idade. Fez o Ensino Médio e depois entrou na faculdade de Letras.

“Sempre gostei de ler e de escrever. Eu falo que nasci de novo aos 31 anos, no dia 18 de abril, dia do aniversário de Monteiro Lobato. Na época, eu estava em depressão e fui recomendada por um terapeuta a voltar a estudar. Os estudos foram uma chama e depois tudo foi acontecendo”.

Hoje, além de coordenadora da Sala de Leitura da Escola Diva Tarlá, Maris é presidente da Casa do Poeta e do Escritor de Ribeirão Preto, relações públicas da União dos Escritores Independentes da cidade e autora de livros.

TERAPIA DO ELOGIO.

TERAPIA DO ELOGIO

Renomados   terapeutas   que trabalham    com famílias,    divulgaram uma    recente    pesquisa   onde    se   nota   que os membros    das    famílias      brasileiras   estão   cada vez   mais frios:  não existe mais carinho, não valorizam   mais as  qualidades, só se ouvem   críticas.
As pessoas estão   cada   vez   mais  intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros.
Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.
A ausência de elogios   está cada   vez mais  presente nas famílias de média e alta renda.
Não vemos mais homens elogiando   suas mulheres   ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados... não vemos mais pais e filhos se elogiando, amigos...etc.
Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores... pessoas  que usam a imagem para   ganhar   dinheiro e que, por consequência, são pessoas    que   têm a   obrigação   de cuidar do corpo,   do rosto,  da aparência...
Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias.
A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impede que as  pessoas digam o que  sentem e acabam levando essa carência     para dentro dos consultórios.
Vamos   começar   a  valorizar nossas famílias,  amigos,  alunos,  subordinados.
Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza   de nossos parceiros   ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos.
Vamos observar o que as pessoas gostam.
O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser  reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o   bom amigo quer se sentir querido, a boa dona de casa  valorizada,   a mulher que se cuida, o   homem   que se cuida, enfim   vivemos numa sociedade em que um precisa do outro.
É impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.
Quantas pessoas você poderá fazer felizes hoje elogiando de alguma   forma?
                                                       
                                                      Arthur Nogueira  - Psicólogo

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

OLIVA DE OLIVEIRA FERREIRA LOPES

Aniversário de 90 anos de OLIVA DE OLIVEIRA FERREIRA LOPES, 28.03.1957 ao lado de 
Ordália de Oliveira Ferreira, filha; Carmem Silvia Melo Franco Ferreira, nora; Omar de Oliveira Ferreira, filho; Hilda de Oliveira Ferreira Horta, filha; Amador Bueno Horta, genro.
Colaboração: José Carlos Horta

A IMPORTÂNCIA DA EVANGELIZAÇÃO INFANTIL.

A Importância da Evangelização Infantil


A Importância da Evangelização Infantil
“Temos ouvido alguns confrades afirmarem: Eu não forço os meus filhos para a evangelização espírita porque sou muito liberal. Ao que poderia acrescentar: “ Porque não tenho força moral”. Se o filho está doente, ele o força a tomar remédios, se o filho não quer ir à escola, ele o força. Isto porque acredita no remédio e na educação. Mas não crê na religião que abraçou, quando afirma: “Vou deixá-lo crescer e depois ele escolherá”. “Para mim” – acrescentou Divaldo – “ representa o mesmo que o deixar contaminar-se pelo tétano ou outra enfermidade, para depois aplicar o remédio”, e elucidou: “Você viu que não deve pisar em prego enferrujado. Agora irei medicá-lo”. E, também, deu outro exemplo, isto é, quando frente a um tuberculoso, falar-lhe:” você deve cuidar da higiene, de sua alimentação e de sua saúde. Isto é, no nosso entender, quis Divaldo mostrar: Fechar a porta depois dela ser arrombada.Prosseguindo, o grande tribuno espírita quis mostrar, resumindo, que os pais dão a melhor alimentação, o melhor vestuário, o melhor colégio dentro de suas possibilidades, mas na hora de dar a melhor religião, eles se acomodam, amedrontam-se. Aos pais é incumbido o dever de oferecer aos filhos o que há de melhor, cabendo aos filhos, ao se tornarem adultos, fazerem, aí sim, as suas opções de ordem religiosa. Necessário é motivar os filhos, enquanto crianças, através dos exemplos em casa, que o Espiritismo é, sem dúvida, a melhor de todas as religiões, imprimindo em si mesmos todo o comportamento espírita. Uns obrigam os filhos a irem à evangelização; todavia, em casa, não mantêm uma atitude espírita. O exemplo dos pais espíritas em casa tem efeito altamente convincente. Há pais que reclamam do horário, muito embora Divaldo tenha perguntado qual a melhor hora para a evangelização sem ser domingo de manhã. Divaldo interroga um desses pais que não têm hora para levar os filhos à evangelização: “Que hora é melhor?” Outra hora – respondeu. Divaldo insiste: “Mas qual?” Volveram a perguntar: O que é que você acha? Divaldo retrucou: “ Eu não acho nada, porque não tenho filho, você é que o tem”. Mas não poderia ser em outra hora – voltou o pai à carga: Contesta Divaldo: “Depende de você achar a hora, porque durante os dias da semana as crianças não podem porque estão estudando; no sábado, à tarde, o evangelizador tem que arrumar a casa, cuidar das compras, etc. Domingo, tarde, os pais não podem porque as crianças têm as festinhas de aniversário, as matinezinhas, isso e aquilo; de noite não convém, porque criança não pode dormir tarde. Domingo de manhã – continua o pai desavisado - , nem sonhar, porque a Bahia foi feita por Deus com tantas praias e mulheres bonitas para serem desfrutadas. Para que praia e mulheres bonitas para serem desfrutadas. Para que praia, então, se o baiano não pode ir? Domingo queremos ir à praia, Sr. Divaldo?. Em vista desses argumentos, Divaldo responde que a evangelização não era, absolutamente, o problema, muito pelo contrário, era a solução para todos os problemas do ser humano. E aditou que as pessoas que pensavam assim não eram espíritas, que elas não querem é perder a praia, alegando que os filhos precisam tomar sol e banho de mar. Por fim, Divaldo acrescentou: “Percam umas praiazinhas mas salvem os seus filhos. Hoje vocês levam eles à praia, mas depois, invariavelmente, ficarão chorando e perguntando a Deus por que o filho cometeu tamanho deslize? O remorso pode bater no interior desses pais e naturalmente, frente às suas próprias negligências, haverão de perguntar sem obter resposta como gostariam. “Por que Senhor, o meu filho cometeu tal delito? Eu o fiz nascer com as feições do menino Jesus e agora o vejo com o rosto de Judas de Kerioth”. Que seja, pois uma preocupação permanente nas mentes paternais e maternais espíritas, principalmente a evangelização de seus filhos, evitando mais tarde que eles descabem para toda sorte de vícios e paixões próprias do momento que nossas crianças atravessam e cujas conseqüências são terrivelmente dolorosas. Trecho de artigo da Revista Internacional de Espiritismo - Out/01, em comentário ao livro: Diálogo, pág. 68 por Divaldo Pereira Franco.

CRIATIVIDADE MARAVILHOSA.

Apaixonado por leitura, filho de boias-frias faz livros artesanais

Jornal Dia Dia - 14/11/2014

Ele é acadêmico do curso de Letras e escritor. Foi para a escola com 9 anos de idade, no interior do Nordeste brasileiro e, para não trabalhar no corte de cana junto com os pais, escolheu estudar. A leitura possibilitou a Luciano Serafim dos Santos conhecer vários lugares e histórias sem sair do lugar, abrindo “outro mundo” em sua vida.

Em Dourados desde 1994, foi com uma professora do ensino médio, em escola pública, que Luciano foi incentivado a confeccionar suas próprias publicações. Segundo ele, a professora reunia os textos dos alunos produzidos durante o ano, montava um livro da disciplina “e quem não se dedicava não entrava no livro. Rosa Decian fazia o aluno ter interesse em produzir seu próprio livro”, conta.

Hoje, Luciano ensina professores a fazerem o mesmo em sala de aula, tema do minicurso oferecido durante a Feira do Livro e da Leitura, que integra a programação da Maratona Cultural promovida pela UFGD, na Unidade 2. “Além disso, essa forma de atuação desperta o aluno para a aula de redação, incentivando a leitura e o estudante a tornar-se escritor”.

Integrante do Grupo Literário Arandu desde 1997, Luciano veicula, desde o ano passado, juntamente com outros autores, o “Arrebol Coletivo”, uma série de publicações confeccionadas artesanalmente, com capa de cartolina colorida, miolo impresso e grampeado. Já foram lançadas cinco edições: ‘Contos Infames’, ‘Nu Silencioso’, ‘Só não disse’, ‘Raiz Transeunte’ e ‘Rabiscos que Sufocam’.

“O livro possui técnicas perenes e foi uma das maiores invenções do homem. A ideia do minicurso foi levar o entendimento desses aspectos de construção e que, no fundo, passam despercebidos ao leitor comum. Hoje já é mais fácil ser um escritor iniciante”, destacou.

O minicurso

O minicurso "Produção de Livros Artesanais: da seleção de textos à festa de autógrafos” abordou a história da escrita desde o tempo do antigo Egito até a invenção do papel e da impressão no oriente e no ocidente. Luciano também apontou a popularização do livro e da leitura no século 19 e o desenvolvimento da imprensa e da literatura.

Depois, o escritor apresentou os trabalhos da Câmara Brasileira do Livro e do Plano Nacional Biblioteca da Escola, criado para promover o acesso à cultura e incentivar a leitura nos alunos e professores, por meio da distribuição de acervos de obras literárias, de pesquisa e referências.

Na segunda parte do minicurso, Luciano ensinou os professores participantes a manusearem o livro artesanal e a produzi-lo, incluindo seus textos, impressão e acabamento.?

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

27 DE NOVEMBRO DE 2014.


AFONSO ARINOS DE MELO FRANCO um dos maiores juristas do Brasil, faria hoje 109 anos de nascimento.

O HOMEM. Dr. Caio Lucas Macedo.

NUNCA VI UMA MENSAGEM QUE DESCREVESSE TÃO BEM ESSE PESADELO PELO QUAL, AINDA, ESTAMOS PASSANDO. Não há neste artigo uma só frase mentirosa. Pelo contrário, todas elas são verdades incontestáveis. Parabéns, Dr.Caio Lucas.


O homem que esteve à frente desta nação e não teve coragem, nem competência, nem vontade para implantar reforma alguma neste país, pois as reformas tributárias e trabalhistas nunca saíram do papel, e a educação, a saúde e a segurança ficaram piores do que nunca.
O homem que mais teve amigos safados e aliados envolvidos, da cueca ao pescoço, em corrupção e roubalheira, gastando com os cartões corporativos e dentro de todos os tipos de esquemas.
O homem que conseguiu inchar o Estado brasileiro e as empresas estatais com tantos e tantos funcionários, tão vagabundos quanto ele, e ainda assim fazê-lo funcionar pior do que antes.
 
O homem que tem uma mulher medíocre, inútil, vulgar e gastadeira, que usava, indevidamente e desbragadamente, um cartão corporativo, ao qual ela não tinha direito constitucional, que ia de avião presidencial para São Paulo "fazer escova" no cabelo e retornar a Brasília.
 
O homem que ajudou seu filho a enriquecer, tornando-o milionário do dia para a noite, sem esforço próprio algum, só às custas de conchavos com empresas interessadas em mamar nas “tetas” do governo.
E depois ainda disse para a nação que “esse garoto é um fenômeno”, e lhe concedeu um passaporte diplomático.
O homem que mais viajou inutilmente, quando presidente deste país, comprando um avião caríssimo só para viajar pelo mundo e hospedar-se às custas da nação brasileira nos mais caros hotéis, tão futilmente e às custas dos impostos que extorquiu do povo.
O homem que aceitou passivamente todas as ações e humilhações contra o Brasil e contra os brasileiros diante da Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai.
 
O homem que, perdulária e irresponsavelmente, e debochando da nossa inteligência, perdoou dívidas de países também corruptos, cujos mandatários são “esquerdistas”, e enviou dinheiro a título de doação para eles, esquecendo-se que no Brasil também temos miseráveis, carentes de bons hospitais, de escolas decentes e de um lugar digno para viver.
 
O homem que, por tudo isso e mais um elenco de coisas imorais e absurdas, transformou este país num chiqueiro libertino e sem futuro para quem não está no seu "grande esquema".
O homem que transformou o Brasil em abrigo de marginais internacionais, FARC'anos etc., negando-se, por exemplo, a extraditar um criminoso vagabundo, para um país democrático que o julgou e condenou democraticamente. Esse homem representa o que mais nos envergonha pelo Mundo afora!!
O homem que transformou corruptos e bandidos do passado em aliados de primeira linha.
O homem que transformou o Brasil num país de parasitas e vagabundos, com o Bolsa-Família, com o repasse sem limite de recursos ao MST, o maior latifúndio improdutivo do mundo e abrigo de bandidos e vagabundos e que manipulam alguns ingênuos e verdadeiros  colonos.
Para se justificar a estes novos vagabundos, o homem lhes afirma ser desnecessário ESTUDAR e que, para se "dar bem" neste País, basta ser vagabundo, safado, esquerdista e esperto.

Aliás, neste caso, o homem fez inverter uma das mais importantes Leis da Física, que é a Lei da Atração e repulsão; significa que força de idênticos sinais se repelem e as de sinais contrários se atraem.
Mas esse homem inventou que forças do mesmo sinal se atraem.
Por exemplo: ele (o homem) atrai, para sua base, políticos como  JOSÉ SARNEY, COLLOR, MALLUF, RENAN... que ficaram amiguinhos de seus comparsas JOSÉ DIRCEU, GENOÍNO, GUSCHIQUEN, e ainda agregaram o apoio de juristas como LEWANDOVSKI, TOFOLI, etc. ....
É, homem... Você é o cara... É o cara-de-pau mais descarado que o Brasil já conheceu.
 
É, homem, você é o cara...
É o cara que não tem um pingo de vergonha na cara, não tem escrúpulos, é "o cara" mais nocivo que tivemos a infelicidade de ter como presidente do Brasil!
Mas ...como diz o velho ditado popular:
NÃO HÁ MAL QUE SEMPRE DURE...

Caio Lucas Macedo
Advogado-OAB 4536-SPBR
 Agora, a ministra da Cultura (aquela do “relaxa e goza”) anda dizendo que esse homem “é um Deus”!!!???
Veja só a que ponto essa "gente" chegou para fazer com que o povo cultue esse homem!
Nunca antes na história deste país... E, por essas e outras é que não posso deixar de repassar a mensagem do Caio Lucas, para a qual os ainda devotos desse homem, encontrarão as respostas objetivas..
Só sei que a minha decepção é muito grande com o que ocorre com o nosso Brasil atual, dos últimos dez anos, mas já começo a ter alguma esperança e acreditar em algumas pessoas como o advogado autor deste texto, Caio Lucas Macedo, e o Ministro Joaquim Barbosa.
Os grãos de areia estão aumentando; ainda formaremos uma imensa praia!
 
Como bem disse o jornalista Joelmir Beting:
"O PT é de fato um partido interessante: começou com presos políticos e vai acabar com políticos presos."
 Avante, Ministério Público e Supremo Tribunal.
 
Se você concorda, BASTA DIVULGAR.