Páginas

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

SÃO POUCOS COMO ELE.

Infelizmente, até aquela casa que, era para ser de respeito, está corrompida.
Só resta agora que, o povo tenha mais amor pela pátria que, aos seus próprios interesses.
Responsabilidade, consciência, na hora de votar.


CORRIGINDO DITADOS POPULARES.

CORRIGINDO DITADOS POPULARES



"Deus escreve direito por linhas tortas"

Deus escreve direito por linhas certas. São nossos olhos imperfeitos que enxergam tortos.


"Quem dá aos pobres empresta a Deu."

Quem dá aos pobres paga o que deve a Deus.
O homem é mais devedor do que credor do Criador.


"A voz do povo é a voz de Deus."

Foi a voz do povo que condenou Jesus à morte.
A voz de um povo imperfeito nunca traduziu a vontade Divina.


"Deus ajuda a quem cedo madruga."

Ajuda também àqueles que não madrugam, pois há os que levantam cedo para a ociosidade
e muitos que varam a noite em vigília, atendendo doentes e necessitados e... não conseguem
madrugar.



                                                              Miryã Kali/ MLucia
._,___

A ARMA EDUCAÇÃO.

A EDUCAÇÃO é a arma mais poderosa que podemos usar para mudar o mundo. 
 (Nelson Mandela) 
*
ALERTA SOBRE O FACEBOOK
Amigo virtual, a internet pode ser dividida em duas partes, o antes e o depois das redes sociais.
 
Vou ser bem objetivo:
A maior parte dos jovens vai na frente inovando e hoje já preferem usar aplicativos mais diretos para se comunicarem em seus smartphones, etc.
 
São programas agregados à sua lista de telefones, o contato é direto, imediato e praticamente de graça!
 
O Facebook já está “caindo” entre os jovens como o Orkut e o MSN que praticamente não são mais usados por eles.
 
Vamos então ao que interessa: Cresceu e muito o uso de Facebook entre as pessoas mais velhas que viveram uma outra geração e não estão geralmente inseridas nos perigos reais do dia a dia.
 
Mas nos perigos virtuais estão e muito!
Acontece que esses perigos virtuais levam a perigos reais quando se EXPOEM falando do colégio do filho, onde foram, onde vão passar o final de semana, férias, etc.
 
 Existem na net pessoas que além de serem falsas “amizades virtuais” podem ficar apenas acompanhando tudo e dar o “bote” na hora certa!
 
Acabamos de publicar via Twitter pelo site (”um passarinho me contou”...) que pessoas cadastram senhas iguais em todos os serviços, senhas tipo 1234 e outras coisas absurdas assim!
Marcam encontro dando o número de seus celulares nas redes, etc.
 
 Não se exponha mais na net!
*Não diga no Facebook ou em qualquer lugar virtual que tenha seus “amigos confiáveis”, onde foi e onde vai,onde trabalha e muito menos o que possui. 
 
E não seja um IDIOTA !
Não considere amigo alguém que nunca viu ...não conviveu e nem sabe quem realmente é.
Não te ocorreu que pode estar mentindo ?
(Layla B. Vizion)
-Psicologia do Comportamento-
Psicologia do desenvolvimento e estudo do comportamento relacionadas à idade.

FÊNIX-NOVA ESTRELA 1996

Este talvez, tenha sido um dos últimos dos bons times de futsal que Campanha sempre teve. Na Olimpíada de 1996 ainda era um grupo muito jovem e desacreditado. Para ganhar aquela Olimpíada, teríamos que vencer seis jogos, um por dia. Ganhamos de: Cambuquira, Três Pontas e Varginha e perdemos para o Meninos de Ouro que representava Monsenhor Paulo. Nada ganhamos mas, foi uma participação inesquecível. A equipe acima: Carlos Cesar, Sandro, Zezão, Maurício, Érico, Sergio e Marcos Paulo. Almir, Fabiano, Rafael, Richard e Pelé.

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA...

Biblioteca comunitária melhora índices de rendimento e evasão escolares

Jornal da Economia - 14/02/14

O que é uma biblioteca comunitária? Como ela nasce e quando dá frutos? A resposta para essas questões pode ser dada na prática e sem medo de errar tanto por professores e alunos do Conjunto Educacional Felipe Nicodemo, em São João Novo (São Roque/SP), quanto pelos moradores desse bairro são-roquense de 15 mil habitantes.

É que esta instituição de ensino abriga desde julho de 2008 a biblioteca comunitária Ler é Preciso – um projeto que faz parte de uma rede de bibliotecas em todo o Brasil dirigido pelo Instituto Ecofuturo (Organização Não-governamental que trabalha em projetos que unem educação e meio ambiente, visando a difundir conhecimento e práticas individuais e coletivas de sustentabilidade) em parceria com a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), responsável pela execução técnica dessa bem-sucedida iniciativa pedagógica.

Para o professor Élio Carlos Branco, diretor da escola Felipe Nicodemo, as bibliotecas comunitárias têm como principal missão incentivar a formação de leitores por meio de acesso a livros de literatura de qualidade, além de fortalecer o próprio projeto pedagógico das escolas, promovendo a integração entre a comunidade e a instituição de ensino. “Hoje, as crianças e os jovens por serem muito ligados à internet costumam simplificar a linguagem, desenvolvendo um vocabulário muito pobre”, comenta. “Os livros são a melhor resposta para melhorar essa realidade”, afirma.

“Desde a implantação da biblioteca em São João Novo, há quase seis anos, os índices de rendimento evoluíram ano após ano, gerando uma diminuição da evasão escolar”, relata Branco. Tais resultados confirmam os estudos do Instituto Ecofuturo: nas instituições onde há uma biblioteca comunitária, a desistência de alunos é 46% menor se comparada às escolas de perfil convencional. A taxa de aprovação, por sua vez, é 156% maior do que naquelas que não oferecem esse modelo educacional.

Para a professora Maria Ida de Queiroz Souza, uma das líderes dos projetos “Roda de Leitura” e “Contadores de histórias”, é nítido o desenvolvimento dos estudantes que passaram a frequentar a biblioteca e a participar das oficinas de leitura, seja dentro ou fora da escola. Um legado amplamente positivo que gerou ótimos frutos na comunidade local. “Vários alunos, como a minha filha Geovana, escolheram uma profissão por causa dos livros”, diz. “Aos 16 anos ela já está no primeiro ano do curso de Letras”, conta orgulhosa.

Parceria entre a Prefeitura de São Roque, o Instituto Ecofuturo, a FNLIJ e o apoio do Empreendimento Parque Catarina – complexo que abrange um shopping outlet, um centro empresarial e o futuro Aeroporto Executivo de São Roque –, a biblioteca comunitária de São João Novo dispõe hoje de um acervo com mais 2.000 livros, sistema informatizado, auxiliar de biblioteca e professores-promotores de leitura (contadores de história). Seu funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 9h às 12h

TERCEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL...

Terceira Revolução Industrial melhora a DISTRIBUIÇÃO (na geografia e no tempo) e a QUALIDADE dos EMPREGOS GERADOS por REAL (R$) INVESTIDO
A Terceira Revolução Industrial tem como marca central a rede de energia/internet. O fundamental não está na energia, na internet ou na noção de rede, e sim na junção das três: não só a energia, mas parte crescente da prosperidade do século XXI virá de uma organização social assinalada pela descentralização, pela cooperação e pela partilha.

A narrativa da Terceira Revolução Industrial apoia-se em cinco pilares:

· O primeiro está na passagem (nada trivial, é claro) das energias fósseis para as renováveis.

· O segundo, e talvez mais importante dos cinco pilares, é a transformação do estoque de construções de todo o mundo em micro usinas de coleta (e de distribuição) de energia. (Auto suficiência e excedentes vendidos à rede => Dispositivos eólicos, solares e biodigestores / processadores da biomassa (esgoto e restos de alimentos)).

· O terceiro pilar está em tecnologias que permitirão armazenar (para se poder, então, distribuir) o produto dessas fontes inevitavelmente instáveis de energia de que são potencialmente dotadas as edificações.

· O quarto pilar – que os dispositivos da economia da informação em rede possam promover a integração e a partilha desse fluxo de energia produzido de maneira descentralizada. Aí reside a nova unidade entre comunicação e energia. São redes inteligentes, bidirecionais, que operam com base em energias produzidas localmente, ao contrário das duas revoluções industriais anteriores. A WEB Energética, onde todos são produtores e consumidores de energias limpas.

· O quinto pilar está no sistema de transportes, que dará maior peso aos equipamentos coletivos e também, no que se refere aos veículos individuais, aos carros elétricos e baseados em células combustíveis, integrados igualmente a esse sistema descentralizado de redes inteligentes.

Analisando o efeito, no EMPREGO, de cada um dos Cinco Pilares da Terceira Revolução Industrial:
Leia o texto completo em: http://reflexeseconmicas.blogspot.com.br/2012/10/terceira-revolucao-industrial-melhora.html

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O FLAMENGUINHO DO IRMÃO ALBANO - 1954

Campanha na época do Ginásio São João, tinha ótimos times de futebol, desde os juvenis. A foto acima, foi tirada em Elói Mendes, onde o Flamenguinho venceu por 6x3.
Por que será que, ninguém mais se interessa também pelo futebol aqui?

PELA PAZ INTERIOR.

PELA PAZ INTERIOR Francisco C. Xavier.


Caminhávamos para o nosso encontro espiritual, em companhia de diversos confrades, comentando as atitudes aparentemente inexpressivas (mas muito importantes para a nossa tranquilidade e segurança) que somos quase forçados a tomar, no cotidiano, para garantir a nossa paz interior. Companheiros falavam de pequeninos gestos de irritação que se degeneram na via publica em grandes conflitos. Outros falavam de incompreensões julgadas quase imperceptíveis que se transformam em dolorosos dramas domésticos e sociais.
Logo após, reunidos em prece, O Evangelho Segundo o Espiritismo nos deu a estudo o item 7 do seu capítulo X. Alguns irmãos destacaram a oportunidade do tema. E, ao término da reunião, foi o nosso amigo André Luiz quem compareceu, relacionando tópicos de paz e segurança para a nossa vida diária.

ANOTE HOJE
André Luiz

Anote quanto auxílio poderá você prestar ainda hoje.
Em casa, pense no valor desse ou daquele gesto de cooperação e carinho.
No relacionamento comum, faça a gentileza que alguém esteja aguardando conforme a sua palavra.
No grupo de trabalho, ouça com bondade a frase menos feliz sem passá-la adiante.
Ofereça apoio e compreensão ao colega em dificuldade.
Estimule o serviço com expressões de louvor.
Quando puder, procure resolver os problemas sem alardear seu esforço.
Em qualquer lugar, pratique a boa influência.
Desculpe falhas alheias, consciente de que você também pode errar.
Observe quanto auxílio poderá você desenvolver ao trânsito, respeitando sinais.
Acrescente paz e reconforto à dádiva que fizer.
Evite gritar para não chocar a quem ouve.
Pague a sua pequena prestação de serviço à comunidade, conservando a limpeza onde passe.
Sobretudo mostre simpatia e reconhecerá que o seu sorriso, em favor dos outros, é sempre uma chave de luz para que você encontre novas bênçãos de Deus.

Do livro Amanhece. Psicografia de Chico Xavier.

GAROTA PONKAN.


Em 1995 aconteceu o primeiro concurso da Garota Ponkan. Lindas meninas da nossa sociedade desfilaram na passarela do CEC. Veja quais você se lembra.
Campanha é um dos maiores produtores de citros da região.
Por que não, voltar com a FESTA DA PONKAN?

CÂMARA INFORMA - 27.02.2014



  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Requerimento pede informações à Copasa

    O Plenário da Câmara Municipal aprovou nessa terça-feira (25/02/2014) o Requerimento nº 03/2014, de autoria da Vereadora Lourdes Silva de Souza, que solicita da Copasa “informações sobre a possibilidade de um rodízio de racionamento de água, tendo em vista o grande período de seca que estamos enfrentando”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Indicação sugere campanha de prevenção durante o Carnaval 2014

    Aprovada na noite de ontem (25/02/2014), em sessão ordinária da Câmara, a Indicação nº 28/2014, de autoria da Vereadora Lourdes Silva de Souza. A autora sugere ao Chefe do Poder Executivo que “durante a semana do Carnaval, a Prefeitura realize, através do Departamento de Saúde, uma Campanha Educativa de Prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis, com orientação e distribuição de folhetos e camisinhas”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Proposição sugere destinação de lotes para instalação de empresas

    O Plenário da Câmara Municipal da Campanha aprovou por unanimidade, na noite de ontem (25/02/2014) a Indicação nº 37/2014, de autoria do Vereador João Paulo Baena Alves. A proposição sugere ao Chefe do Executivo que “destine os lotes no final da Rua Paulo Willy Skau, ao lado da torrefação Portal de Minas, para as empresas de nosso município que tiverem interesse em construir e implantar o seu empreendimento no local”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Indicação pede motonivelamento de rua no Bairro Estação

    Aprovada na Câmara nessa terça-feira (25/02) a Indicação nº 40, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, que sugere ao Poder Executivo que “providencie o motonivelamento da Rua F no Bairro Estação”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Indicação sugere “Estado de Emergência” devido à seca

    Aprovada na Câmara a Indicação nº 44/2014, de autoria da Vereadora Valéria Goulart da Costa. A Proposição sugere que o Chefe do Executivo possa estudar a possibilidade de “DECRETAR ESTADO DE EMERGÊNCIA em nosso município, em complemento ao estado de alerta solicitado na semana anterior, devido à seca que assola nossa região, comprometendo não só o setor agrícola, como também outros setores de produção, como a pecuária, bovina, suína e a avicultura”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Indicação pede cascalhamento da estrada rural do Limoeiro

    O Plenário da Câmara aprovou por unanimidade a Indicação nº 45/2013, de autoria da Vereadora Valéria Goulart da Costa, que sugere o “cascalhamento da estrada rural do Limoeiro com o cascalho doado pelo Dr. Francisco Ozéas Coelho, que disponibilizou cerca de 50 caminhões para que a Prefeitura executasse o serviço”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Indicação sugere vistoria e conserto em grades de bueiros e colocação de sinalização em cruzamentos

    A Câmara deve enviar para estudo do Chefe do Executivo, ainda nesta semana, a Indicação nº 48/2014, de autoria do Vereador Leandro Prock Valério, aprovada na noite dessa terça-feira (25/02/2014). Na proposição, o autor sugere que a prefeitura possa “realizar uma vistoria nas ruas de nossa cidade, a fim de verificar e providenciar o conserto das grades dos bueiros onde estão danificadas e a colocação de sinalização nos cruzamentos de vias públicas onde, pela ausência da placa indicativa, o motorista não tem como identificar qual é a via preferencial”. + Leia Mais
  • FEV 26, 2014 NOTÍCIAS

    Indicação sugere à Copasa colocação de mais hidrantes na cidade

    O Plenário da Câmara acatou e aprovou a Indicação nº 49/2014, de autoria do Vereador João Paulo Baena Alves, que sugere que a Copasa estude “a possibilidade de instalar hidrantes de coluna próximos aos seguintes imóveis: Igreja das Dores, Igreja de São Sebastião, Seminário Diocesano Nossa Senhora das Dores, Prédio da Antiga Santa Casa de Misericórdia e Prédio da Prefeitura Municipal”. + Leia Mais
  • ACESSE NOSSO SITE: WWW.CAMARACAMPANHA.MG.GOV.BR

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

POR QUE ESTA NOTÍCIA NÃO ESTÁ EM TODOS OS JORNAIS?

Só com educação e cultura, nem que seja (coercitivamente), mudaremos esse quadro caótico, que hoje vivenciamos.

   Escrito por uma das 12 aspirantes da Escola Naval


Doze mulheres acabam de ingressar na Escola Naval, integrando o primeiro grupo feminino a pisar, como aspirantes, o solo de Villegagnon.

Carla Andrade,  uma delas, escreveu o seguinte texto:

 “ De todas as transformações que o nosso país enfrenta, não tenho dúvida que a pior delas é a inversão de valores.
Não estou falando dos atores, mas da plateia.
Quem determina o sucesso de um espetáculo é o público. Por melhor que sejam os atores e o enredo, se o público não aplaudir, a turnê acaba.
Nós somos a sociedade, nós somos a plateia, nós dizemos qual o espetáculo deve acabar e qual precisa continuar.
Se nós estamos aplaudindo coisas erradas, se damos ibope a pessoas erradas, de que estamos reclamando afinal?
Somos nós que continuamos consumindo notícias de bandidos presos e condenados.
Somos nós que consumimos notícias de arruaceiros que ganham mesada para depredar o nosso patrimônio.
Somos nós que damos trela para beijaços, toplessaços, marcha de vadiaças, dos maconheiraços, dos super-heróis que batem ponto em “manifestações” (e que gostam de cozinhar-se dentro de uma fantasia num sol de 45 graus), e todos os tipos de histéricos performáticos que querem seus 15 minutos de fama.
Quando fazemos isso, estamos dando-lhes valores que não têm. Estamos dando-lhes atenção. Estamos dedicando-lhes o nosso precioso tempo.
Passou da hora de dar um basta nisso!
Por que os nossos jornais estão recheados de funkeiros ao invés de medalhistas olímpicos do conhecimento?
Por que vende-se mais jornal com notícia de um funkeiro que largou a escola por já estar milionário, do que de um aluno brilhante que supera até seus professores?
Por que sabemos os nomes dos BBBs e não sabemos os nomes dos nossos cientistas que palestraram no TED?
Por que muitos não sabem nem o que é o TED? Ou Campus Party?
Por que um evento histórico para o Brasil como o ingresso da primeira turma feminina da Escola Naval não é noticiado?
Por que um monte de alienadas com peitos de fora, merecem mais as manchetes do que as brilhantes alunas, que conquistaram as primeiras 12 vagas, da mais antiga instituição de ensino superior do Brasil?
Por que nós continuamos aplaudindo a barbárie, se ainda temos valores?
O país não mudará se nós não mudarmos o foco!
Os políticos não mudarão se nós não refletirmos a sociedade que queremos!
Já passou da hora de nos posicionarmos!
Ostracismo a quem não merece a nossa atenção e aplausos para quem faz por merecer.
Merecer! Precisamos devolver essa palavra para o nosso dicionário cotidiano.
Meu coração ao olhar essa foto hoje, se divide em vários sentimentos distintos.
Muito orgulho de ser mulher e me ver representada por essas guerreiras.
Elas não estão fazendo arruaça pleiteando igualdade. Elas conquistaram a igualdade estudando e ralando muito.
Elas tiveram que carregar na mão as suas malas pesadas no dia que entraram na Escola Naval. Não puderam puxar na rodinha não! Tiveram que carregar na mão igual aos aspirantes masculinos.
Elas foram e fizeram.
Mas ao contrário das feministas de toddynho, não estarão nas manchetes dos jornais de hoje. E isso me evoca outros sentimentos.
Sentimentos de revolta, de vergonha, e de constrangimento frente a essas mulheres, que não serão chamadas de heroínas por apresentadores de televisão. Mas estão dispostas a morrer como heroínas por nosso país”.


Parabéns Primeira Turma Feminina da Escola Naval de 2014.
Vocês são a dúzia que vale mais que milhares.

ARRUME A CASA E A MENTE!

Não adianta arrumar só a casa, se sua mente está desarrumada !Postado po

r Franco Guizzetti em 10 março 2013 


Não sei se é bom ou ruim. Mas, tanto eu como você cara leitora e leitor, somos seres humanos, e não conseguimos desligar nossas emoções e empatia diante dos fatos da vida e das historias das pessoas que nos relacionamos.
Podemos controlar nossas emoções e racionalidade. Mas, não conseguimos ser totalmente frios com certos acontecimentos alheios que vida joga em nosso colo.
Inicio 2013 olhando para meu histórico profissional e vou relembrando casos de atendi e pessoas que conversei nestes anos. São mais de 13 anos de Consultoria de Feng Shui e 20 anos de Consultas de Tarot, que me dão uma boa experiência profissional para falar e afirmar algumas verdades sobre as pessoas. É claro que há muitas criticas que tenho que fazer as pessoas. Mas, há também muitos elogios.
Existe uma regra bem clara no tipo de trabalho que realizo: Ética. Não posso falar nada sobre o que qualquer cliente falou. Não posso passar qualquer informação para terceiros. Não posso me envolver com estas pessoas. Tem que haver uma linha divisória bem definida entre o profissional e o cliente. Mas, como falei anteriormente, não somos maquinas que controlamos emoções.
Faz muito tempo que deixei de lado certos limites e se precisar orientar melhor meus clientes, vou sugerir outros soluções daquelas que conheço para tentar ajuda-los. Que fique claro que não ofereço nenhum outro serviço. So sugiro outros caminhos.
Lembro bem do caso da D. Maria que após uma separação turbulenta, ela decidiu mudar tudo na vida. A separação ocorreu por causada traição do ex-marido com sua melhor amiga. Enquanto D. Maria trabalhava para sustentar a casa e o “coitado do marido” que não trabalhava por que a sorte não ajudava, o ex-amado namorava a amiga do casal dentro da casa.
Para dar uma mudada geral na vida, ela resolveu mudar a energia da casa. Perfeito. Energizar a casa para começar uma nova vida ou uma nova fase na vida e favorável. Mudanças sempre são necessárias e bem vindas.
So que a D. Maria ficou o tempo inteiro negando a fazer qualquer mudança na casa que eu sugeria pelo Feng Shui. Ela não queria mudar nada. Ela não queria mudar a cor de uma parede. Não queria mudar quadros. Não queria mudar nada, pois ela gostava do jeito que o ex-marido arrumou casa.
Na verdade D. Maria nunca aceitou a traição. Nunca aceitou a separação. E, tentava do jeito dela manter a mesma energia na casa e na vida, para ver se algo ocorreria.
Dizia que queria mudar. Mas, não perdoava o ex-marido pelas mentiras e traição.
Neste momento fiquei num impasse. Como vou poder harmonizar a casa D. Maria, se ela não mudava nada por dentro? Não mudou e nem se libertou do passado.
Ai eu não podia ficar sem ação. Usei meu conhecimento de técnicas de Coaching Espiritual para tentar ajuda lá.
Expliquei para que enquanto sua mente ficasse presa aos pensamentos da traição, ódio e vingança, ela não iria ficar calam e nem sua vida iria para frente.
Ela precisa mudar e harmonizar seus pensamentos, para sua vida mudar e andar.
Ela precisa colocar novas metas na sua vida, por prazo para alcançar e ficar 100% responsável em alcançar.
Precisa se libertar do passado. Libertar das vinganças e dos medos. Pois, só assim iria sentir-se livre e mais leve.
Deveria buscar ocupar sua vida com amigos e ter mais vida social.
Devia cuidar de si e da sua casa, como ela deseja-se. E, viver sua vida como ela gostaria.
Em resumo: Ela precisa mudar sua mente e pensamentos, que estava bem desarrumada.
Simples? Nem um pouco. Mas, D. Maria mudou do seu jeito. E, já esta com novo namorado e uma casa com sua casa e energia.
Informações sobre Feng Shui:

A "LEI DO PALHAÇO"

  
A "Lei do Palhaço"
(Mensagem de um professor)
 
 
Conta certa história que
numa determinada cidade apareceu um circo.
Entre os artistas havia um palhaço,
com um poder de divertir, sem medida, ás pessoas da platéia. 
 
O riso que provocava era tão bom,
tão profundo e natural que se tornava terapêutico.
Todos os que padeciam de tristezas agudas ou crônicas passaram a ser indicados pelo Médico do lugar para que assistissem ao tal artista;
que ele mesmo tinha visto atuar e que possuía o dom de fazer reduzir ou até mesmo eliminar angústias.

 Um dia, porém, um morador desconhecido,
tomado de profunda depressão, procurou o Médico.
Este então, sem relutar, indicou o circo
como o lugar de cura de todos os males daquela natureza, de abrandamento de dores da alma,
de iluminação de todos os cantos escuros;
de um "jeito perdido" de ser, de tristezas com ou sem causa.
 
O homem nada disse, levantou-se, caminhou em direção à porta e quando já estava saindo, virou-se, olhou o Médico nos olhos e sentenciou:
-"Não posso procurar o circo... aí está o meu problema:
eu sou o palhaço!".

 Como professor vejo que, muitas vezes, sou esse palhaço,
alguém que trabalhou para construir os outros
e não vê resultado muito claro daquilo que fez e faz.
Tenho a impressão que ensino no vazio
(e sei que não estou só nesse sentimento);
porque depois de formados, meus ex-alunos parecem se acostumar rapidamente com aquele mundo de iniqüidades que combatíamos.
 
Parece que quando meus meninos(as)
caem no mercado de trabalho, a única coisa que importa é quanto cada um vai lucrar,
não importando quem vai pagar essa conta
e nem se alguém vai ser lesado nesse processo.
 
Aprenderam rindo, mas não querem passar o  riso à frente e nem se comovem com o choro alheio.

 Digo isso, até em tom de desabafo,
porque vejo que cada dia mais meus alunos se gabam de desonestidades.
Os que passam os outros para trás  são heróis e os que protestam são otários, idiotas ou excluídos. 
É uma total inversão de virtudes, de conceitos...
Vejo, encabulado, que alguns "professores"  
partilham daquelas mesmas idéias "modernas",
defendem-nas em sala de aula e na sala de professores e chegam até a se vangloriar disso.
 
Essa idéia vem me assustando cada vez mais,
desde que repreendi, numa conversa com alunos,
o comportamento do cantor Zeca Pagodinho;
no episódio da guerra das cervejas, e quase todos disseram que o cantor estava certo,
tontos foram os que confiaram nele!

 "O importante, professor, é que o cara embolsou milhões",
disse-me um;  outro: "daqui há pouco ninguém lembra mais... no Brasil é assim, e ele vai continuar sendo o Pagodinho, só que um pouco mais rico".
 
Todos se entreolharam e riram; só eu, bobo que sou, fiquei sem graça.
O pior é que a gente se dá conta que no Brasil é assim mesmo, o que vale é a lei de Gérson:
"o importante é levar vantagem em tudo". 
(Lei de Gérson... dá para rir...)

 A pergunta é: É possível, pela lógica, que todo mundo ganhe?
Para alguém ganhar é óbvio que alguém tem de perder?

 A "lógica" que rola solta por aí 
- ao que tudo está a indicar -
é guardar o troco a mais recebido no caixa do supermercado; é enrolar a aula fingindo que a matéria está sendo dada; é fingir que a apostila está aberta na matéria dada, mas usá-la como apoio enquanto se joga batalha naval, jogo da velha ou alguma outra coisa; é cortar a fila do cinema ou da entrada do show; é dizer que leu o livro, quando se ficou só no resumo (feito por outrem, geralmente "professor" - melhor chamado hoje de "facilitador") ou na conversa com quem leu; é marcar só o gabarito, copiado do vizinho,
na prova em branco, alegando que
"fez as contas de cabeça" ou que "tava na ponta da língüa";
é comprar na feira uma dúzia de quinze laranjas;
é bater num carro parado e sair rápido, antes que alguém perceba; é brigar para baixar o preço mínimo das refeições nos restaurantes universitários, para sobrar mais dinheiro
para a cerveja da tarde ou a balada da noite;
é arrancar as páginas ou escrever nos livros das bibliotecas públicas; é arrancar placas de trânsito e colocá-las de enfeite no quarto; é trocar o voto por facilidades, empregos ou algo que se traduza em "algum";
é fraudar propaganda política mostrando ser ou ter realizado aquilo que nunca se foi ou que jamais se fez.
(assim como tantas duplas sertanejas, esta, Lula e Duda incluída).

 É a lógica da perpetuação da burrice.
Quando um país perde, todo mundo perde.
E não adianta pensar que logo bateremos no fundo do poço,  porque o poço não tem fundo.
 Parafraseando Schopenhauer: "Não há nada
tão desgraçado na vida da gente que ainda não possa ficar pior".

 Se os desonestos brasileiros voassem, nós nunca veríamos o sol.
 Felizmente há os descontentes, os lutadores,
os sonhadores, os que querem manter o sol aceso, brilhando e no alto.
 A luz é e sempre foi a metáfora da inteligência.
No entanto, de nada adianta o conhecimento sem o caráter.
 Que nas escolas seja tão importante ensinar Literatura,
 Matemática, História, Biologia e Educação Física quanto decência, senso de coletividade, coleguismo e respeito por si e pelos outros.
 Acho que o mundo (e, sobretudo, o Brasil) hoje está a precisar
mais de gente
 e de gente honesta do que de literatos, historiadores ou matemáticos.

 Ou o Brasil encontra e defende essas dignidades
e abomina Zecas, Gérsons, Dirceus, Dudas
(e todos os marqueteiros de eterno plantão para se darem bem), esses que chamam desonestidades flagrantes de "espertezas técnicas",
ou o Brasil passa de "país do futebol mas de futuro"
para "país do futefuro". Zipado e compacto.
 De um Presidente da República espera-se mais do que choro e  condecoração a 'garis honestos', espera-se honestidade em forma de
 trabalho e transparência.
De professores, espera-se mais que discurso  de bons modos, espera-se que mereçam o salário que ganham (pouco ou muito) agindo como quem é honesto. Sobretudo agindo como educadores, vendo no próximo, no jovem à sua frente, alguém como um filho seu que tivesse nascido em outro lar. 

 *A honestidade não precisa de propaganda,
nem de homenagens, precisa de exemplos.
Quem plantar joio, jamais colherá trigo.

 Quando reflexões assim são feitas,
cada um de nós se sente o palhaço perdido no palco das ilusões.
A gente se sente vendendo o que não pode viver,
não porque não mereça, mas porque não há ambiente para isso.
 Quando seria de se esperar uma vaia coletiva pelo tombo,
pelo golpe dado na decência, na coerência,
na credibilidade, no senso de respeito;
vemos a população em coro delirante gritando "bis" e, como todos sabemos, um bis não se despreza.
 
Então, uma pirueta, duas piruetas, bravo!
Bravo!
E vamos todos rindo e afinando o coro
do "se eu livrar a minha cara, o resto que se dane”.

 Enquanto isso o Brasil de irmã Dulce, de Manuel Bandeira,
do Betinho, 
de Chiquinha Gonzaga e de muitos outros heróis e heroínas, anônimos que diminuíram a dor desse país com a sua obra, levanta-se, caminha em silêncio até a porta, vira-se e diz: -"Esse é o problema...
 Eu sou o palhaço.
O

thank you
 original deste texto foi enviado por:
 Prof. Sílvio Camerino P. Barreto.
(Solar Camerino - Recife - Pernambuco)

 
 
 
Crédits
Script and images
: Public Domain (?)
Source: recebi do Prof. Sílvio Camerino P. Barreto.
Research, text editing, formatting and art:
NIAG ®
 
Please!
If you pass, pass with credit.
This work is protected by copyright laws; 9610.
And violating them is a crime under Article 184 of the Brazilian Penal Code.
"Never fail to disclose the author."

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

POR QUE TANTOS PROCURAM TVP

Por que, hoje, tantas pessoas estão fazendo Terapia de Vidas Passadas (TVP) ?

 Num mundo moderno, agitado, aonde procuramos soluções rápidas, a medicina e psicologia, também avançam...
Embora essa técnica ainda seja empírica, já que muito nova, tem feitos muitos progressos.
Algumas pessoas precisam de tempo para descobrir seus traumas e resolve-los dentro de si, para esses a terapia convencional faz milagres, como cura em Psicologia depende do bom entendimento, do problema e mudança de postura, e c Ada um de nós tem um tempo diferente de processar estas informações, já que estão introjetadas no subconsciente  ou inconsciente, leva tempo até que consigamos traze-las a tona...
Mas nem todos, seguem estes moldes, muitos não possuem problemas maiores ou lidam bem com isso, embora grande parte de nossos traumas seja racionalizados( nosso consciente racional explica, mas o emocional não aceita), uma hora vão surgir a tona como síndromes, como a de Pânico, alergias sem explicações, comportamentos destrutivos, mudanças bruscas de humor, depressão,e uma série de sintomas emergem, sem explicação clinica aparente.
Como são casos que envolvem sintomas físicos e trazem bem mais que dores emocionais procura-se uma solução mais invasiva e rápida.
A Hipnose já é pesquisada desde os meados do século passado, embora mera curiosidade, veio ganhando corpo com os avanços de Ericson, e formatou-se emergente linha de tratamento.
Com Brian Weiss, ela ganhou um novo nome e descrição, já que está técnica rompeu barreiras, para além do período uterino e foi mais a fundo.
Para surpresa dedo Dr.Brian , seus pacientes começaram a relatar supostas vivências em outras vidas, embora ele professa-se a ciência cartesiana, foi surpreendido por grandes melhoras de seus pacientes que relatavam essas”vidas passadas”.
Imagino que de início deva ter sido muito difícil para um médico conceituado, aceitar algo tão fora de seus padrões, mas ele foi adiante.
Hoje, junto com outros nomes ilustres do assunto, e já namorando com a Neurociência, está sedimentada uma nova linha de tratamento.
Embora nem todos sejamos acadêmicos na área, já que estamos caminhando nesse terreno ainda incerto, as pesquisas particulares vão avançando.
Talvez como todas grandes descobertas, estejamos acessando o Inconsciente Coletivo de Carl Gustav Yung , um conhecimento inerente a espécie, que viaja,pelo mundo e vai sendo absorvido por mentes sujeitas aqueles conhecimentos, talvez explique porque sem ser uma técnica conhecida surgiu em várias regiões do planeta, sem que houvesse ligação, nem nenhuma publicação,de base.
Eu aprendi sozinha aos 14 anos, após ler um livro de Hipnose Clássica, aonde ao aplicar a técnica em uma amiga, ela viajou para o passado relatando fatos, bem concisos.
 E fiquei muito surpresa, 7 anos depois, numa feira do Livro, peguei o livro “Muitas Vidas Muitos Mestres”, do Dr. Brian, como ele fazia a mesma coisa que eu se nunca havíamos lido nada a respeito???
Na época, fiquei pasma, e devorei tudo que achei sobre Psicologia, Psiquiatria, Neurologia, livros sobre essas experiências eram raros no Brasil de 1988.
Mais tarde chegaram ao Brasil outros autores, e fui desenvolvendo a minha técnica, embora tenha seguido mais a base acadêmica por pensar que essa técnica é mais uma ferramenta, no tratamento dos traumas do que uma substituição da Psicologia Clássica.
Não podemos esquecer quase 200 anos de estudos, e progressos, dos criadores da psiquiatria com FREU, YUNG, e outros.
Uso os mesmos métodos de abordagem, embora mais focada em Piaget (base da Pedagogia), faço um perfil clinico no paciente excluindo doenças  a serem tratadas por um psiquiatra, e vou em reflexos condicionados que não conseguimos mudar, como por exemplo:
Jovem de 35 anos, após descobrir as traições do pai, passa a boicotar todos os seus relacionamentos  amorosos,na psiquiatria seria, uma avaliação de Complexo de Eletra.
Uma filha apaixonada pelo pai, que não transferiu esse amor a outrem no início da adolescência e final da fase fálica, pois bem parto daí, voltamos aquela idade, nessa vida, tratamos, e busco vidas em que tenha tido algum relacionamento com o pai .
Normal acontecer de pegarmos vidas de amores frustrados com esse pai, traições,etc...
Tratamos, substituindo essas memórias por novas memórias em que tudo deu certo.
A jovem começa a ser seletiva nos relacionamentos e não se boicota mais,seu relacionamento com o pai melhora, e o trauma acaba.
Parece muito simples, mas não é, na verdade, não sabemos, porque ao usarmos essa  técnica, dentro do inconsciente algo muda.
Dr.Ivan Isquierdo, neurocientista,na dificuldade de situar exatamente o centro da memória no cérebro lançou uma teoria de que nosso cérebro, é um complexo holograma, que extrapola a caixa craniana, bem mais plástico do que se pensa.
Poderíamos pensar que esse holograma, tem bem mais informações do que as vividas nessa vida, mais ai teríamos que acreditar no conceito de alma, ou anima, e nas reencarnações, alias ideia que já era comum, nas civilizações mais antigas, e está feito o problema que a TVP, passa, já que nos encontramos com a malfada Religião.
Essa utopia que tanto barrou a ciência, e de conceitos do qual a ciência se descartou.
Feita essa cisão, no início do Iluminismo, estivemos brigando com o conceito de espiritualidade desde então, como se o ser fosse só material,tratado pela ciência, e o espírito esse ser fluídico, que só as religiões vêem.
Ai reside, a grande dificuldade da ciência em aceitar essa nova técnica, embora ela persista, assim como foi com Hanemamm, na homeopatia, e todos os outros pensadores das chamadas ciências não ortodoxas, hoje “alternativas”, nome injusto por sinal já que essa nova ciencia nos obriga a estudar, bem mais que as outras, e ainda traçar paralelos, e achar caminhos e explicações, que muitas vezes não são citados nos livros.
Embora me referencie, no Tratado de Psiquiatria de Kaplan para traçar o perfil, nele não encontro nada que possa me ajudar nessa busca, já que provavelmente o próprio Kaplan acharia que meus pacientes deliram...
Mas mesmo que seja efeito placebo, se funciona, porque não usar, pensa-se isto da homeopatia, e no entanto também funciona..., acredita-se isto das orações e também funcionam, embora esta ultima já testada em laboratório demonstrou  que altera as ondas cerebrais, e ativa o sistema imunológico.
Esperamos que nos testem também e descubram que podemos alterar a química cerebral, suas ondas, e desativar atos reflexos condicionados emocionais, e acreditem que está surgindo um novo conceito de tratamento psicológico.
                                                          DEISE MARA ZANINI