Páginas

segunda-feira, 2 de abril de 2012

CLUBE DA ESQUINA - 40 ANOS

Será que a nossa juventude tem idéia do que tenha sido, o Clube da Esquina? Tai, seria um bom assunto para ser discutido nas escolas. Nos anos 60 Milton Nascimento foi de Três Pontas para Belo Horizonte e la ficou conhecendo os irmãos Borges Larilton, Márcio e Lô. Logo, outros estudantes começaram a ter uma simpatia pelas idéias deles e foram chegando Wagner Tiso, Flávio Venturine, Tavinho Moura, Toninho Horta, Beto Guedes, Fernando Brant, Ronaldo Bastos e a turma do conjunto 14 Bis. E la se vão 40 anos de um sonho que virou realidade. Só deu fera, nas brincadeiras de tocar violão e cantar na esquina. O Brasil vivia o regime militar e eles tinham que tomar o maior cuidado com o que falavam ou cantavam. Era também a época dos festivais da canção. Bons tempos aqueles. E os mineirinhos estavam lá com as suas canções. Mas, em minha opinião ninguém interpretou tão bem as músicas deles como a gaucha Elís Regina, pequenina, mas de um talento inquestionável. No palco ela era um verdadeiro furacão. Mas era doce, romântica e soube como ninguém interpretar as obras da turma da esquina. Não entendi ainda, por que os mineiros são tão comedidos em apreciar seus talentos, ao contrário do baianos que endeusam os seus artistas. Nossos jovens, se procurarem se espelhar na Turma da Esquina, terão muito a somar em suas vidas. Vocês que são músicos, deveriam fazer uma pesquisa e conhecerem toda a história deste grupo. Não é difícil, a internet está ai dando-nos todas as informações. Parabéns à todos eles que um dia criaram este movimento sem pretensão alguma, penso eu, e que deu nesta riqueza que é a música mineira. PARABÉNS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário