Páginas

sábado, 5 de novembro de 2011

PADRE FRANCISCO DE PAULA VICTOR

Padre Victor
Biografia
Padre Victor nasceu em Campanha - MG, no dia 12 de abril de 1827 e foi batizado, em 20 de abril do mesmo ano, pelo Padre Antônio Manoel Teixeira. Era filho da escrava Lourença Maria de Jesus. Sua madrinha de Batismo foi a senhora Marianna Bárbara Ferreira.
Dom Antônio Ferreira Viçoso, bispo de Mariana - MG, visitou Campanha - MG no ano de 1848. Victor, então alfaiate, procurou Dom Viçoso na ocasião, manifestando-lhe o desejo de ser padre. O Bispo o recebeu com grande alegria. O jovem dirigiu-se da cidade de Campanha - MG ao Seminário de Mariana - MG, onde foi aceito em 05 de junho de 1849.
O bispo Dom Viçoso o apoiava e muito o estimava, chegando a proclamar as virtudes desse jovem. Ordenado em 14 de junho de 1851, permaneceu em Campanha - MG, como coadjutor, de 17 de agosto de 1851 até 13 de junho de 1852. Veio para Três Pontas – MG, em 14 de junho do mesmo ano, como Vigário Encomendado. Logo que assumiu seus trabalhos na Paróquia, visitava doentes, amparava os inválidos, zelava pela infância desvalida, atendia a população em suas necessidades. A sua dedicação, as suas virtudes o fizeram admirado por todos, pois assumiu a direção da Paróquia, com zelo e carinho, colocando-se, assim, acima de todas as críticas. Procurou catequizar e instruir o seu povo, chegando a criar a escola “Sagrada Família”, com uma organização perfeita. Por ele passaram brasileiros de grande projeção social: Dom João de Almeida Ferrão, primeiro bispo de Campanha - MG; Cônego José Maria Rabello, que foi seu coadjutor em Três Pontas. Padre Victor instruiu muitos filhos de famílias humildes, fazendo deles grandes homens de cultura, que passaram a viver da inteligência, nas mais variadas profissões.
Padre Victor pregou, pelo exemplo, a fé, a esperança, a fortaleza, a prudência, a justiça, a obediência, a castidade, a temperança, a humildade, o temor a Deus e, sobretudo, a caridade. Amava a Deus na pessoa do seu semelhante, de modo especial nos mais pobres. Os paroquianos, em suas necessidades, recorriam a ele. Era bom, porém enérgico.  “Padre Victor vivia de esmolas e dava esmolas”.
Paroquiou Três Pontas - MG, por cinquenta e três (53) anos. Faleceu no dia 23 de setembro de 1905. A notícia abalou a cidade e toda a região, que já o venerava. A população chorou a morte de seu líder, de seu protetor, do mensageiro entre Deus e os homens. Ficou insepulto três dias e, de seu corpo,  exalava perfume. Tendo em vista o grande número de pessoas que compareceram ao sepultamento, fez-se necessário fazer uma procissão pelas ruas da cidade, voltando novamente à Matriz - por ele construída - onde foi enterrado.
Padre Francisco de Paula Victor é considerado pelos trêspontanos como o seu “Anjo Tutelar”.
Foto: Túmulo do Padre Victor
 HERMA 
1929 ­ -  Praça Cônego Victor -  Inauguração da Herma com o Busto de Padre Victor e a inscrição: “Cônego Francisco de Paula Victor: sua vida foi um Evangelho – sua memória, a sagração eterna de um exemplo vivo – Homenagem ao valor e à virtude, 1929”.

Foto: Herma (1929)
 EXUMAÇÃO
Em 12 de junho de 1998, foi realizada a Exumação dos restos mortais do Servo de Deus Padre Victor, com a presença do Postulador da causa, Frei Paolo Lombardo, OFM, de Roma; da vice-postuladora, Irmã Célia B. Cadorin; do bispo Diocesano da Campanha, Dom Frei Diamantino Prata de Carvalho; autoridades civis e eclesiásticas, da Associação Padre Victor, de médico peritos do Instituto Médico Legal de Belo Horizonte, de médico perito de Três Pontas.  Os restos mortais foram levados para o Carmelo São José, para estudo.
No dia 28 de junho de 1998, num momento de extrema emoção, o povo trespontano acompanhou as relíquias de seu “anjo tutelar”, Padre Victor, até a Matriz Nossa Senhora d´Ajuda.
Os restos mortais do Servo de Deus Padre Francisco de Paula Victor encontram-se no sarcófago, numa capelinha, dentro da Matriz d´Ajuda.
Foto: Dia da exumação do Padre Victor
Acervo
O acervo pertencente ao Memorial Padre Victor é composto de bens móveis, que apresentam diversidade quanto aos tipos de materiais: papel, madeira, vidro, metal, fotografia, barro, tecido.

Curiosidades

Você sabia?

Padre Victor nasceu em Campanha - MG, em 12 de abril de 1827, em plena escravidão negra.
Era filho da escrava Lourença Maria de Jesus.
Na sua adolescência e juventude, foi alfaiate.
Em uma época em que o negro não tinha vez e nem voz, ele recebeu o apoio do Bispo Dom Viçoso, que o acolheu no Seminário de Mariana.
Muitos historiadores dizem que o maior milagre de Padre Victor foi ter conseguido, como negro e pobre, entrar para o Seminário.
Sua madrinha de Batismo, Mariana Bárbara Ferreira, doou-lhe um dote para que pudesse ir para o Seminário.
Seminário, passou por muitas humilhações, pois seus colegas "brancos" se recusavam a aceitá-lo.
Em 14 de junho de 1851, foi ordenado padre.
Como padre, permaneceu em Campanha até junho de 1852.
Em 13 de junho de 1852, veio para Três Pontas, paroquiando por cinquenta e três anos.
Ele fundou, em Três Pontas, a Escola Sagrada Família, que atendia não só a cidade, mas toda a região.
Em 1993, iniciou-se o processo de beatificação e canonização do Padre Victor.
A fama de suas virtudes ecoa em longíquas terras e, por esse motivo, o processo de sua beatificação já está em fase muito adiantada.
Em 1998, foi feita a exumação dos restos mortais de Padre Victor.
Em fevereiro de 2001, foi aprovada a POSITIO: - Vida, virtudes e fama de santidade de Padre Victor, com aprovação dos historiadores da Congregação da Causa dos Santos, em Roma.
Em 23 de setembro, em Três Pontas - MG, comemoramos o aniversário de morte do Servo de Deus Padre Victor.
No dia 13 de maio de 2011, os Teólogos da Causa dos Santos, em Roma, analisaram a vida e virtudes do Padre Victor e deram o parecer favorável.
Agora o processo seguirá para os Cardeais e Bispos e em seguida para o Santo Padre o Papa Bento XVI para reconhecimento das Virtudes Heróicas de Padre Victor e assinará o Decreto de Venerável.
Em Três Pontas - MG, existe um acervo com os pertences do Servo de Deus Padre Victor.
Grupos de pessoas foram formados para rezarem pela Beatificação do Padre Victor, de segunda a sexta-feira, no período da tarde, no Memorial.
Todo dia 23 celebramos a Novena Mensal pela Beatificação do Servo de Deus, tendo início em dezembro.
No dia 23 de maio, em ação de graças pela aprovação das virtudes, foi celebrada uma missa solene na Matriz d Ajuda.
Ainda no dia 23 de maio, após a missa, na Praça Cônego Victor, aconteceu a queima de fogos, e, para abrilhantar ainda mais a nossa comemoração, houve a apresentação da banda "Luiz Antônio Ribeiro" e da Orquestra Experimental "Oswal.

Frases

"Padre Victor: Homem de Deus para a Igreja. E Homem da Igreja para Deus."
"Os santos são reflexos de Deus. Padre Victor é luz radiante que ilumina nossas vidas."
"Padre Victor como Sacerdote, levava a Deus as suplícas do povo; Profeta, trazia ao povo a mensagem de Deus; Pastor, conduzia a comunidade no caminho do bem e da virtude."
"106 anos depois, continua vivo no coração de seu povo."
"106 anos do Padre Victor no céu."
"Padre Victor, homem humilde e simples, cuja lembrança basta para nos honrar a Pátria e nos cobrir de bênçãos."
"Padre Victor, bendito no céu, e já bendito entre os homens."
"Padre Victor, apóstolo da caridade, cuja vida foi um evangelho, imitando Jesus, e cuja memória é a sagração eterna do profundo exemplo."
"Padre Victor, o místico da simplicidade, pleno do mistério e da pessoa humana, ligado ao Céu e à Terra, em fraterna caminhada".
"Padre Victor, exemplo de caridade fraterna e solidária".
"Padre Victor, na fidelidade ao Evangelho, mostrou-nos o caminho da Vida. O seu exemplo irradiava a luz da Verdade. E, repleto do amor de Deus, comunicava Caridade."
"A morte do justo é preciosa para os homens que ficam e para Deus, que manifesta o seu amor e a sua misericórdia."
"Padre Victor, sacerdote da oração e do serviço".
"Cristo nos ensina que o melhor uso da liberdade é a caridade, que se realiza na doação e no serviço."
No dia 18 de Setembro, na missa das 19h, na Catedral de Santo Antonio em Campanha, tivemos a visita da Comissão do Memorial do Padre Victor (Estandarte e uma cruz que contém água benta, foi uma missa muito bonita, e contou também com a presença da Irmã Clara e Adriana Mesquita).

















5 comentários:

  1. O Padre Vitor sempre foi e será especial...
    Um santo mesmo......
    Logo logo será Beatificado e faremos uma grande festa !

    Beatriz reis

    ResponderExcluir
  2. A vida do Padre Victor é descrita no livro mediúnico intitulado SENHA REDENTORA do médium Dr. Gilson Freire de BH. O autor espiritual denominado como Adamastor

    ResponderExcluir
  3. O Santo Padre Victor foi e será sempre especial! Um santo mesmo! E antes mesmo de se tornar Santo, oficialmente, já é festejado, muito pouco ou quase nada em sua terra natal, mas muito além da região ele já é muito lembrado! Santuza Almeida de Franca

    ResponderExcluir
  4. Aproveitando, quanto tempo a pé se gasta de Campanha a Três Pontas? Existem fotos de caminhantes, peregrinos que fazem essa rota a pé, poderia fazer a gentileza de publicar fotos, informações? Santuza Almeida de Franca

    ResponderExcluir
  5. Prezada Santuza Almeida de Franca. De Campanha a Três Pontas são 82 kms.No mês de setembro tem uma romaria publicada aqui.Este grupo levou três dias. Foi bem tranquilo. Em dois dias da pra ir. Pode ser a pé, a cavalo ou de moto.

    ResponderExcluir